Saiba quando vender sua empresa

venda de empresas

Os dados já são bem conhecidos: de cada cem empresas criadas no Brasil, 24 fecham as portas antes de completar dois anos de atividade, de acordo o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae). Além das jovens empresas, outras com mais tempo de mercado também deixam de operar no País todos os anos. E com as portas que se fecham, empregos são perdidos, investimentos são desperdiçados, e o empreendedor, além de perder sua fonte de renda e abandonar seu sonho, muitas vezes ainda acumula dívidas para pagar.

Os motivos são variados e envolvem desde carga fiscal elevada, juros altos, desconhecimento do mercado, deficiências na gestão, falta de planejamento, dificuldades provocadas pela conjuntura econômica e até problemas pessoais dos proprietários.

O fato é que muitos desses prejuízos poderiam ser ao menos minimizados se, antes de deixar a situação tornar-se irreversível, o empresário souber identificar o momento certo de vender seu negócio. Muitos empreendedores sequer sabem que o mercado está cheio de investidores interessados em adquirir empresas já estabelecidas. Para eles, a companhia cujos rumos, para o proprietário, parecem incertos no longo prazo, pode ser uma grande oportunidade de negócio. Entre os benefícios para o comprador estão economia de tempo, marca constituída, histórico financeiro e faturamento imediato, histórico e crédito com fornecedores, treinamento personalizado e disponibilidade de financiamento para a aquisição do negócio.

Mas para atrair um investidor, é preciso ajustar a rota do barco para que ele siga seu curso com sucesso, olhando sempre adiante, e jamais esperar que ele comece e perder velocidade e muito menos afunde. Isso porque a venda é ainda mais atrativa quando a empresa é próspera. Para que uma companhia desperte o interesse de compra, ela precisa estar com fluxo de caixa saudável, ter uma marca consolidada, as finanças organizadas e buscar a inovação. Ela precisa ser vendida em momento de alta, pois quando a água começar a avançar pelo convés, ninguém mais vai se interessar na compra.

Vendida em boas condições, a empresa será comandada por um novo capitão, motivado e capaz de conduzi-la pelo caminho do sucesso. E o antigo dono não estará afogado em dívidas – pelo contrário, terá o dinheiro da venda para usar como bote salva-vidas e buscar um novo destino.

Ficou interessado no assunto? Solicite uma consultoria gratuita: clique aqui.

Escrito por Felipe Monteiro de Siqueira, administrador de empresas e diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers, de Florianópolis.

 

Anúncios

Quer vender sua empresa e não sabe como proceder?

De repente, você se dá conta que precisa vender sua empresa (ou porque está cansado, ou não tem sucessores, ou por divergências societárias, ou está com dificuldades e sobrecarregado na gestão de seus negócios). Qualquer que seja o motivo da venda, é importante que você saiba que vender uma empresa é um negócio lucrativo e tem crescido a cada ano.

E qual o procedimento para vender a empresa? Primeiramente, procure um agente de negócios, que é o profissional que dará todas as orientações e suportes para a transação. Em seguida, organize e separe toda a documentação a respeito do funcionamento da empresa, além de relatórios financeiros auditáveis.

Até a finalização da venda muitas informações e dados serão analisados e solicitados pelo consultor. Realizamos uma prospecção ativa de potenciais compradores sempre resguardando e protegendo o nome da empresa à venda. Por isso, aqui na Monteiro de Siqueira, a confidencialidade é fator decisivo, tanto para quem vende quanto para quem compra uma empresa. O negócio é visto sob vários pontos de vista e, na etapa final, o empresário estará munido de todos os dados necessários para a compra, além de cenários de mercado, viabilidade, impactos e riscos financeiros para tomar a melhor decisão.

Vale lembrar, inclusive, que comprar uma empresa em atividade é mais vantajoso e seguro que começar um negócio do zero.

 Felipe Monteiro de Siqueira é administrador de empresa e Diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers