Brasil mais barato movimenta o mercado de fusões e aquisições em 2015

Os processos de fusões e aquisições no mercado brasileiro já representam cerca de um terço das transações realizadas no continente americano. E esse número deve aumentar em 2015. Segundo especialistas, o Brasil mais barato vai incentivar o movimento de fusões e aquisições também no mercado de pequenas e médias de empresas.

E, diante de um cenário de crise (desaceleração da economia, mau desempenho da bolsa e a alta do dólar, por exemplo) os investidores internacionais mudaram a referência de valor das empresas brasileiras, que ficaram mais baratas tanto em termos absolutos quanto na comparação com outros países. Mas o fato é que onde muitos só veem a crise, poucos (e bons) vislumbram grandes oportunidades.

Com essa queda no preço dos ativos, o valor das pequenas e médias empresas também baixou. Esse é um momento de rara oportunidade para quem pretende adquirir uma empresa em funcionamento e com isso poder ampliar sua atuação empresarial. Porém, para que o empreendedor possa fazer um bom negócio, é preciso pesquisar com critério o tipo de empresa a ser adquirida e também SEU POTENCIAL DE CRESCIMENTO para os próximos 5 anos. Com o potencial de crescimento bem definido, o empreendedor precisa partir para a ação, ou seja, definir uma estratégia de aquisição para o negócio desejado.

Por Felipe Monteiro de Siqueira, administrador de empresas diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers, de Florianópolis.

Anúncios

Abrir uma nova empresa ou comprar um negócio em atividade?

compra e venda de empresa

Essa dúvida existe na cabeça de muitos empreendedores que pretendem iniciar um negócio e não estão seguros da viabilidade da ideia. Por isso, a fim de compreender o processo e as vantagens de se adquirir um negócio em atividade e ajudar os empreendedores a tomar a melhor decisão, listei alguns benefícios de comprar uma empresa em funcionamento:

Economia de tempo: Muitas vezes, para a abertura de uma nova empresa, são
necessários tempo e esforço para a abertura do negócio. A obtenção de todas as licenças e alvarás exigidos para o funcionamento também são etapas que demandam empenho. É importante também fazer pesquisas para encontrar o ponto comercial mais adequado. As etapas seguintes são o projeto arquitetônico, a realização de obras e a reforma nas instalações, a aquisição de máquinas e equipamentos, o treinamento de equipe etc. E tudo isso com o risco de o negócio não dar certo ou de algo não sair como o esperado. Ao adquirir uma empresa em funcionamento o empreendedor dispensa uma grande parte dessas atividades, que demandam tempo e dinheiro. Com a empresa em funcionamento você já tem tudo operando e os possíveis defeitos ou falhas já são previamente conhecidos por quem está operando o negócio – e que deverá informar ao empresário que vai comprar a empresa. 

Marca constituída: Ao iniciar uma empresa o empresário precisa construir a marca e a fama da empresa no mercado. Ao comprar um negócio já existente, tem-se a marca já construída e conhecimento do público. O que o comprador da empresa precisa fazer é entender se, de forma geral, a empresa tem uma boa imagem junto aos clientes e fornecedores e, desta forma, poder decidir com mais segurança.

Histórico financeiro e faturamento imediato: Ao adquirir uma empresa já existente o comprador beneficia-se da geração de caixa imediatamente após a compra. Considerando que a empresa a ser comprada já superou as fases iniciais de um negócio, que costumam ser as mais difíceis no ciclo de vida de uma empresa, a possibilidade de sucesso é consideravelmente maior. Neste caso, o empresário não precisa enfrentar as incertezas do início de um negócio e ainda recebe o aprendizado adquirido durante os primeiros anos de funcionamento da empresa.

Histórico e crédito com fornecedores: Uma empresa em funcionamento já tem um histórico de compra, crédito e negociações diferenciadas com os fornecedores do negócio. Uma vez iniciado o relacionamento com os fornecedores fica mais acessível a negociação entre as partes. Isso é mais vantajoso do que iniciar um negócio do zero.

Treinamento personalizado: Na Monteiro de Siqueira um dos métodos que adotamos em nossas negociações, e que amplia consideravelmente a possibilidade de sucesso do negócio, é o treinamento que o vendedor do negócio faz com o comprador. São apresentados ao comprador todas as operações e processos gerenciais que a empresa tem, o que auxilia e simplifica a gestão do dia-a-dia do negócio. O período de treinamento é negociado conforme as necessidades e disponibilidade das partes.

Disponibilidade de financiamento pelo proprietário: Nós, juntamente com os proprietários, oferecemos um método de pagamento onde uma parte do valor da empresa pode ser financiada pelo proprietário do negócio ao comprador, com prazos e formas de pagamento negociadas pelas partes (vendedor e comprador). Essa pode ser uma boa solução, pois possibilita ao comprador um menor desembolso à vista e mantém o vendedor motivado e interessado no sucesso da empresa após a venda.

 

Felipe Monteiro de Siqueira é administrador de empresas e Diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers

ESTOU PENSANDO EM VENDER MINHA EMPRESA, O QUE DEVO FAZER?

Para responder a pergunta acima, normal e presente na vida de muitos empresários, vou discorrer sobre o tema neste post.

Em primeiro lugar é preciso identificar o motivo pelo qual o empresário quer
vender a empresa. Dentre os motivos mais comuns estão: mudança de endereço; outras oportunidades de negócio e investimentos; fadiga ou aposentadoria dos sócios; ausência de sucessores; dificuldades de caixa; divergências societárias; falta de capacidade de gestão entre outros.

Após identificado o motivo, deve-se iniciar o processo de preparação para a venda, no qual o empresário deve seguir focado na gestão do dia a dia do negócio e juntar toda a documentação que será solicitada pelo Agente de Negócios (profissional responsável pela venda da empresa). Estes são documentos inerentes ao funcionamento da empresa, que deverão ser disponibilizados junto com relatórios financeiros (auditáveis). Importante frisar que, durante todo o processo de preparação para venda até a concretização do negócio, o empresário deve estar focado nas atividades do dia a dia da gestão da empresa, deixando para o Agente de Negócios todas as tratativas com os potenciais interessados em adquirir o negócio.

Outro ponto importante no processo é o conhecimento e entendimento por parte do empresário no sobre o valor de mercado do seu empreendimento, para que a decisão de venda e a concretização do negócio sejam melhor embasadas e compreendidas.

Durante a negociação, é importante manter sigilo sobre a negociação em vigor, bem como a possíveis interessados, além de apresentar informações e documentos sobre o negócio ao investidor no tempo certo.

Transparência e ética são requisitos básicos para que qualquer negociação
tenha êxito. Cuidados com a precipitação na conclusão do negócio também
devem ser observados para que as partes não sejam prejudicadas. Um bom
planejamento evita qualquer precipitação ou desgaste durante o processo de
negociação, quando várias informações e dados serão checados e analisados para confirmação do desempenho do negócio que está à venda.

Felipe Monteiro de Siqueira é administrador e Diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers

O MOMENTO É DE CAUTELA PARA INICIAR UM NEGÓCIO

A poucos dias do segundo turno para eleição presidencial no Brasil, empresários interessados em investir ou aqueles que almejam passar seu negócio adiante ou até iniciar um novo empreendimento devem estar se perguntando: esta é a hora certa?

O momento atual inspira cuidados, porém oferece boas oportunidades para quem pretende adquirir um negócio. O risco para o empreendedor iniciante é bastante alto. Com a atual conjuntura econômica do país (dólar em elevação e retração da demanda) comprar uma empresa em atividade neste momento é sem dúvida mais seguro e confiável do que se arriscar em uma nova empreitada.

Ao comprar uma empresa em atividade, o empreendedor se favorece minimizando os riscos, pois pode contar com os históricos de desempenho financeiro da empresa e assim antecipar-se a qualquer acontecimento que fuja da normalidade. Com esses dados, o empresário pode analisar os períodos de crise, e conhecendo o cenário que enfrentará, tomar as medidas necessárias para minimizar os riscos, facilitando com isso a gestão do caixa da empresa.

Se você é empresário ou investidor com interesse em adquirir uma empresa, mas tem dúvidas sobre qual caminho seguir, fale com um consultor, que poderá orientá-lo da forma mais correta sobre a compra ou venda de um empreendimento.

Felipe Monteiro de Siqueira é administrador e Diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers