Quero comprar uma empresa – o que devo fazer?

compra e venda de empresa

Empresa à venda nem sempre significa empresa com problema. Um grande número de negócios disponíveis hoje no mercado encontra-se em situação financeira saudável e está à venda por diversos motivos. É claro que, nesse grupo, há empresas com problemas de caixa ou gestão, mas essas geralmente são compradas por empresários acostumados a adquirir empreendimentos em dificuldade, recuperá-los e revendê-los com um lucro expressivo na operação.

Mas como fazer para identificar o melhor negócio? Em primeiro lugar, o empresário precisa descobrir com qual ramo de atividade ele tem mais identificação e se sente melhor ambientado trabalhando. Gostar do que faz é o ponto mais importante a ser observado. Também é preciso analisar o mercado em que a empresa atua. É importante que ele esteja consolidado e tenha perspectiva positiva.

Definidas essas questões, o empresário deve realizar um levantamento informal para compreender se o tamanho da empresa que será adquirida está de acordo com sua capacidade de gestão e dedicação para o negócio. Além do tamanho, é importante observar a disponibilidade de capital que o empresário possui para a aquisição, para evitar dar o passo maior que a perna assumindo compromissos ou pagamentos futuros que não podem ser saldados.

Escolhida a empresa, é preciso verificar se ela está endividada. O comprador deve solicitar as certidões negativas de tributos federais, estaduais e municipais, verificar a existência de débitos ocultos e a validade de alvarás e autorizações de funcionamento. Relações contratuais, como aluguéis, fornecedores e clientes, também devem ser averiguadas. A empresa deve passar por uma auditoria financeira e contábil que irá verificar a veracidade dos números apresentados pelo proprietário e garantir que o negócio está com boa saúde financeira. Também é importante que se faça uma due dilligence jurídica para checar a existência de passivos ocultos ou riscos para o negócio.

Considerando a importância de cada uma dessas etapas para a segurança de quem vai investir, o caminho mais tranquilo é contar com profissionais especializados em compra e venda de empresas, que se encarregarão de proteger o comprador de qualquer problema ligado ao negócio. Se você tem interesse em adquirir uma empresa, mas tem dúvidas sobre qual caminho seguir, fale com um agente de negócios, que poderá orientá-lo da melhor forma em todas as fases da transação.

Você quer mais informações sobre compra de empresas? Solicite uma consultoria gratuita clicando aqui.

Escrito por Felipe Monteiro de Siqueira, administrador de empresas e diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers, de Florianópolis.

Anúncios

Momento econômico favorece a compra de empresas

compra de empresas

Mercado em baixa e economia em retração, via de regra, fazem os empresários puxarem o freio de mão dos investimentos. Mas o que poucos se dão conta é de que este é o momento ideal para aproveitar as oportunidades que surgem com a crise e dar um passo além do que prega o senso comum.

Estamos no momento ideal para a compra de empresas. O mercado coloca à disposição boas oportunidades de aquisição de companhias sadias e lucrativas que, por diversos motivos, estão à venda. A economia em retração provoca uma queda geral nos preços dos ativos e também das empresas que estão à venda. Em resumo, o cenário revela ótimas oportunidades de investimento, tanto pela redução de preços quanto pela flexibilidade nas formas de pagamento.

Se o momento é de cautela para iniciar um negócio, a compra de uma empresa em atividade é uma operação muito mais confiável. A lógica é simples: assumir a operação de uma máquina que já funciona bem é mais fácil e seguro do que começar a montar uma máquina do zero. Isso significa que o empreendedor pode dispensar muitas atividades que demandam tempo e dinheiro em excesso, minimizando os riscos do negócio e aumentando as chances de sucesso.

Quando compra uma empresa, o investidor também tem acesso aos históricos de desempenho da companhia. Ou seja, tem a chance de conhecer como a máquina que ele comprou se comporta e por quais situações ela já passou. Isso permite ao gestor se antecipar a acontecimentos que fujam da normalidade, analisar os períodos de crise e, conhecendo o cenário que enfrentará, tomar as medidas necessárias para minimizar os riscos, facilitando a gestão do caixa da empresa.

 

Você quer mais informações sobre compra de empresas? Solicite uma consultoria gratuita sobre compra e venda de empresas clicando aqui.

Escrito por Felipe Monteiro de Siqueira, administrador de empresas e diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers, de Florianópolis.

Brasil mais barato movimenta o mercado de fusões e aquisições em 2015

Os processos de fusões e aquisições no mercado brasileiro já representam cerca de um terço das transações realizadas no continente americano. E esse número deve aumentar em 2015. Segundo especialistas, o Brasil mais barato vai incentivar o movimento de fusões e aquisições também no mercado de pequenas e médias de empresas.

E, diante de um cenário de crise (desaceleração da economia, mau desempenho da bolsa e a alta do dólar, por exemplo) os investidores internacionais mudaram a referência de valor das empresas brasileiras, que ficaram mais baratas tanto em termos absolutos quanto na comparação com outros países. Mas o fato é que onde muitos só veem a crise, poucos (e bons) vislumbram grandes oportunidades.

Com essa queda no preço dos ativos, o valor das pequenas e médias empresas também baixou. Esse é um momento de rara oportunidade para quem pretende adquirir uma empresa em funcionamento e com isso poder ampliar sua atuação empresarial. Porém, para que o empreendedor possa fazer um bom negócio, é preciso pesquisar com critério o tipo de empresa a ser adquirida e também SEU POTENCIAL DE CRESCIMENTO para os próximos 5 anos. Com o potencial de crescimento bem definido, o empreendedor precisa partir para a ação, ou seja, definir uma estratégia de aquisição para o negócio desejado.

Por Felipe Monteiro de Siqueira, administrador de empresas diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers, de Florianópolis.