Quero vender minha empresa. E agora?

Em momentos de crise é normal que muitos empresários pensem em vender seus negócios e tenham dúvidas sobre como vender sua empresa de forma segura.

São vários os motivos que fazem o empresário pensar assim:

  • vontade de se aposentar;
  • estresse com funcionários;
  • cansaço e falta de capacidade para administrar o negócio;
  • falta de tempo pra conviver com a família e/ou amigos;
  • ausência de sucessores;
  • problemas com sócios;
  • problemas financeiros;
  • novas prioridades;
  • etc.

Com todos esses motivos, você passa a ter o desejo de vender sua empresa e é normal que neste momento surjam muitas dúvidas:

  • Será que é possível vender minha empresa?
  • Será que pode ter alguém interessado em comprar a minha empresa?
  • Quanto vale minha empresa?
  • Como devo divulgar a venda da minha empresa?
  • Como vender minha empresa com segurança?

Para tratar de todas essas questões e ajudar o empresário a encontrar as respostas, é importante buscar a orientação de um especialista em venda de empresas (também conhecido como agente de negócios) para que ele conduza o processo com segurança e cuide de todos os detalhes da venda.

Assim, você pode se dedicar ao dia a dia do negócio deixando que a venda da empresa seja tocada por quem entende do assunto. Na Monteiro de Siqueira, orientamos e assessoramos nossos clientes para que a venda ocorra da forma mais tranquila e transparente possível, segura tanto para quem vende quanto para quem compra.

 

AS ETAPAS DO PROCESSO DE VENDA DE UMA EMPRESA

Etapas

Independente do tamanho da sua empresa, o processo da venda obedece sempre cinco etapas principais.

 

PASSO 1: Alinhamento de expectativas

MS - etapa 1.jpg

O processo de venda de uma empresa começa com uma reunião inicial onde são identificadas as expectativas que o empresário tem com a venda da empresa.

  • Qual preço pretende pelo negócio
  • Em quanto tempo pretende vender
  • Qual o motivo da venda e quem pode ser o potencial comprador da sua empresa.

Essas informações são muito importantes, pois dirão direcionar todos os esforços de venda.

 

PASSO 2: Levantamento das Informações da Empresa

Tax inspector investigating financial documents through magnifyi

Após a reunião inicial,  é feito o levantamento das informações da empresa: faturamento, despesas, lucro e patrimônio. Essas informações são muito importantes para definição do valor da empresa e consequentemente, atribuir o preço de venda. Nem sempre o preço pretendido corresponde ao valor real da empresa. Todas essas informações são resguardadas, utilizadas apenas para este fim.

Com o preço de venda definido e acordado, o processo de oferta tem início: os materiais de divulgação são desenvolvidos, os meios são escolhidos,  sem que o nome da empresa seja revelado.

 

PASSO 3: Início da Divulgação da Oportunidade

Megaphone.

Com a oferta no ar, começam a surgir os interessados no negócio. Reuniões (na maioria das vezes presenciais) são agendadas para apresentação da oferta. Mediante compromisso de confidencialidade entre os envolvidos, detalhes sobre a empresa à venda e o negócio são apresentados.

Toda a divulgação da oferta, a captação de prospects (interessados), o agendamento de reuniões, a apresentação, a negociação e finalização da proposta de compra é conduzida pelo agente de negócios, que com sua experiência garantirá maior segurança no processo tanto para quem compra para quem vende.

 

PASSO 4: Transição

Cropped hand of businessman passing relay baton to colleague

Após negociação conduzida pelo agente de negócios e o entendimento entre as partes, quanto ao valor e forma de pagamento, acontecem as etapas da auditoria, transição e treinamento.

 

PASSO 5: Finalização do Processo – a troca de comando.

Business people shaking hands. Finishing up meeting.

A posse da empresa pelo novo proprietário finaliza a etapa de transição. A troca de comando é realizada em conjunto com o comprador e o vendedor,  conduzida pelo agente de negócio e formalizada com a assinatura do contrato de compra e venda.

 

Através dessa metodologia, conseguimos proporcionar SEGURANÇA para quem compra e quem vende uma empresa, independente do seu tamanho, seja ela micro, pequena ou média empresa.

 

Você está pensando em vender sua empresa? Tem alguma dúvida?

Entre em contato, faça sua pergunta. Eu, Felipe Monteiro de Siqueira responderei e posso ajudar a vender a sua empresa com segurança e confiabilidade.

 

Por Felipe Monteiro de Siqueira, administrador de empresas e diretor da Monteiro de Siqueira Business Brokers, de Florianópolis.

 

Anúncios

Empresas à venda: 5 oportunidades de negócio para investidores

Além da consultoria completa para preparar empresas para a venda, a Monteiro de Siqueira também oferece uma vitrine para quem está procurando por um bom negócio. No nosso site apresentamos uma lista de oportunidades em ramos variados para empreendedores interessados em investir na compra de uma empresa. Neste post, reunimos 5 oportunidades que estão na nosso site esperando pela sua oferta.
Cafeteria Gourmet, em São José (Grande Florianópolis)
monteiro_cafe
Negócio com faturamento anual de R$ 880.000,00.
Lucro anual: R$ 150.000,00
Retorno do investimento (estimado): 40 meses

 


Supermercado, na Grande Florianópolis
monteiro_super
Negócio com faturamento anual de R$ 8.500.000,00.
Lucro anual: R$ 540.000,00
Retorno do investimento (estimado): 48 meses

 


Pizzaria delivery, em Florianópolis
monteiro_pizza
Negócio com receita anual de R$ 500.000,00.
Lucro anual: R$ 100.000,00
Retorno investimento (estimado): 22 meses

 


Restaurante comida oriental, em São José
monteiro_restaurante
Negócio com receita anual de R$ 1.183.669,00.
Lucro anual: R$ 236.000,00
Retorno investimento (estimado): 24 meses

 


Indústria de vestuário e confecção, na Grande Florianópolis
monteiro_veste
Negócio com receita anual de R$ 6.244.248,00.
Lucro anual: 630.000,00
Retorno investimento (estimado): 42 meses

 


Para saber mais sobre estas e outras empresas à venda, entre em contato com a Monteiro de Siqueira.

3 dicas para vender sua empresa em 2016

office-594132_1920

Para muita gente, 2016 só está começando efetivamente agora, no mês de março, o que é um mau negócio para um ano que, na avaliação de muitos analistas, é de incertezas no cenário econômico. Mas ainda dá tempo de planejar e fazer bons negócios no decorrer do ano. E isso vale inclusive para quem deseja vender sua empresa.

Neste cenário, o desafio será maior, mas não impossível. E para alcançar o objetivo e vender bem a empresa, será preciso inovar e ser criativo na formulação da proposta para conquistar um comprador que está do outro lado do balcão, mas sob o mesmo clima de desconfiança quanto à economia em 2016.

Para ajudar neste desafio, confira 3 dicas para vender sua empresa neste ano.

Pesquisa e análise

A decisão de vender a empresa precisa incluir uma análise sobre o cenário político-econômico até para reunir argumentos que possam driblar qualquer traço de pessimismo. Sempre haverá o outro lado, o dos otimistas, que enxergam na crise um campo de oportunidades, a chance única de empreender e surpreender.
Para isso, reúna informações sobre o segmento de atuação da empresa que deseja vender. Pesquisa em fontes variadas – veículos especializados, fontes oficiais e dados de entidades ligadas ao setor de atuação da empresa. É desta pesquisa que você irá obter as informações que ajudarão a formatar o “pacote de venda”, com os argumentos que ajudem o comprador a decidir por sua empresa.

Nesta avaliação de cenário, é importante incluir também uma análise sobre itens que fazem parte do “menu de avaliação” do comprador como a localização da empresa. Isso vale para negócios de diferentes ramos de atividade. No varejo, por exemplo, diga como é a circulação de público ou como é o posicionamento em relação aos concorrentes. No caso de indústrias, importante observar as questões de logística (qualidade das estradas, proximidade de portos, aeroportos e ferrovias).

Pense como o comprador

Coloque-se no lugar do candidato a comprador. Ou seja, pense como um empreendedor que deseja ser dono do próprio negócio ou que deseja expandir seu raio de investimentos. Não esqueça que estamos em um cenário de incertezas, o que é bem diferente de quando o momento do mercado é positivo e as perspectivas são as melhores possíveis.

Procure responder a pergunta “por que comprar uma empresa de tal segmento em 2016?”. Seja realista e racional na busca por esta resposta para desenhar todas as motivações que possam levar até a concretização do negócio, tendo como objetivo atender as expectativas do comprador.

Importante: este não é um exercício de adivinhação. É um exercício que deve ser baseado na sua experiência e nas informações que foram reunidas sobre o segmento e sobre a conjuntura econômica.

Seleção de atrativos

Lembre-se que os empreendedores tendem a ser mais seletivos em tempos de incertezas no cenário econômico – em especial, os mais otimistas. A preparação da oferta precisa, portanto, incluir atrativos que a diferenciem de outras oportunidades – seja a compra de outra empresa, seja a opção de abrir uma empresa do zero.

Mais uma vez, não deixe de incluir também sua visão pessoal do empreendimento. Adicione informações que sejam fruto da sua experiência à frente do negócio até para saber responder com firmeza a pergunta sobre os motivos para a venda.

E ajuda muito neste processo, apresentar uma espécie de “dossiê” em que estejam reunidas informações sobre a repercussão da empresa na mídia. Visibilidade e exposição da marca são fatores que podem definir uma compra, principalmente quando a inserção na mídia ocorre de forma espontânea via reportagem ou via menções em redes sociais.

Dica extra

Para saber mais sobre como vencer o desafio de vender sua empresa em 2016, acesse o site da Monteiro de Siqueira e faça contato.